Relicário de Santa Beldroega será devolvido à Arquidiocese de São Lourenço

31-05-2010

Após anos de negociações com o governo português, o Ministério da Cultura, Desportos e Compadrio está próximo de conseguir assegurar a devolução do relicário de Santa Beldroega, obra-prima da ourivesaria medieval bugiesa, elaborada sem recurso a qualquer metal precioso e com valor estimado em cerca de 3 mil ducados (15 euros). A peça, contendo uma relíquia de uma das nossas santas de maior devoção, perdeu-se na década de 80 do século passado, quando foi acidentalmente rifada numa quermesse organizada pela arquidiocese e entregue a um turista do país vizinho. Apesar de a autenticidade da relíquia não ser reconhecida de forma unânime (testes realizados em 2004 revelaram que o osso contido no relicário poderá ser uma falange ou uma vértebra de cauda), os fiéis bugieses esperam ansiosamente o seu regresso à pátria de origem.

Comentários

  1. Luisa Seco disse:

    Caro jornalista:

    Considero ser meu dever informar que, segundo a autobiografia de Santa Beldroega, recentemente descoberta, esta nasceu de facto com uma cauda, defeito congénito que muito limitou a sua vida social. Talvez esta seja uma das razões que a levou a escolher uma vida religiosa. Por isso não é de estranhar que o pequeno osso seja uma vértebra da cauda. Falta apenas efectuar o teste de datação.
    Resta saber qual a razão de dispormos apenas desse pequeno osso. O resto foi vendido no leilão de Recuperação Económica do País nos anos 90, ou foi também para as rifas?
    Como diz uma pessoa minha conhecida, “é por isso que este país não anda para a frente”.

    Saudações.

  2. Bugio disse:

    Agradecemos muito a informação. Não estávamos a par, apesar de, aqui na agência noticiosa, sermos todos muito devotos de Santa Beldroega. O relicário contém apenas este pequeno osso porque guardar esqueletos completos como relíquia deixou de se praticar em meados do século XIII por ser pouco prático e porque se faz bom dinheiro com a venda de ossos de santos a fiéis endinheirados.

Deixe um Comentário

Por Bugio

Outros artigos