Aniversário de S.A.R. o Grão-Duque festejado com três semanas de atraso por esquecimento

15-04-2011

Como sucede todos os anos, os bugieses saíram à rua em júbilo para celebrar com grande orgulho patriótico mais um aniversário do nosso soberano, o  Grão-Duque Teodorico II. Desta vez, com a peculiaridade de os festejos terem decorrido não a 27 de Março, dia do nascimento de Sua Alteza Real, mas sim a 14 de Abril por motivos de esquecimento colectivo. Nem o facto de o dia ser feriado nacional ajudou a avivar a memória, referindo muitos bugieses inquiridos sobre o assunto que sempre atribuíram à data a celebração do Dia Nacional do Pionés. (Recorde-se que o Dia Nacional do Pionés, uma das mais célebres invenções bugiesas, se festeja não a 27 de Março, mas a 25 de Junho, não sendo, no entanto, feriado). Apesar do lapso, os festejos foram comoventes, com a habitual parada militar e com o ajuntamento eufórico defronte do Palácio da Mururoa, residência oficial de suas altezas. O aniversariante pareceu não dar pela troca de datas, mas, como é sabido, a Lei 37/08 de 5 de Janeiro proíbe quaisquer referências depreciativas à lucidez do monarca e poderemos apenas referir que S.A.R. se mostrou quase sempre conhecedor da sua identidade e do motivo de tanta agitação. A cerimónia teve a participação de uma parte considerável da família real, sendo os elementos ausentes substituídos por actores contratados para o efeito. Visivelmente comovido, o Grão-Duque agradeceu a interpretação em estreia de um coral infantil composto para o seu 69º aniversário, que muito lhe agradara já quando o ouviu na comemoração do 68º e do 67º.

Deixe um Comentário

Por Bugio

Outros artigos